Homem resgatado depois de 2 dias sob pilha de livros

Um homem que diz vender livros e revistas pelas ruas foi resgatado depois de passar dois dias preso debaixo de uma montanha de textos, em seu apartamento. Patrice Moore, de 43 anos, aparentemente estava de pé quando a avalanche de livros, revistas, cartas e catálogos o atingiu, no sábado. Bombeiros e vizinhos o resgataram na tarde de segunda-feira e, nesta terça, ele se encontrava hospitalizado, com ferimentos nas pernas.?Não achei que fosse conseguir sair?, disse Moore ao New York Post, acrescentando que havia gritado por socorro diversas vezes. O senhorio descobriu a situação de Moore na segunda-feira, depois de chegar à porta do apartamento e ouvir um ?voz estranha? vindo de dentro. O senhorio arrombou a porta com um pé-de-cabra, encontrou o inquilino soterrado e chamou os bombeiros.O apartamento estava repleto, de parede a parede e do piso ao teto, com pilhas de papel. O resgate e os vizinhos escavaram em meio à confusão para libertar Moore, enchendo 50 sacos de lixo com papéis diversos. Ele foi removido meia hora após o início da operação.Moore, um ex-balconista do correio, desempregado, disse que coleciona livros e revistas há mais de 10 anos, e que ganha dinheiro vendendo-os nas ruas. O incidente relembra o caso lendário dos irmãos Collyer, que em 1947 foram encontrados mortos em casa, depois que um ficou preso debaixo de uma pilha de papéis e o outro morreu de fome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.