Homenagens a Allende marcam aniversário do golpe militar

O ex-presidente Salvador Allende recebeu nesta quarta-feira uma homenagem inédita no mesmo Palácio onde, há 30 anos, sua vida e sua presidência chegaram ao fim, com o golpe liderado pelo general Augusto Pinochet. O presidente chileno, Ricardo Lagos, a viúva de Allende, Hortensia Bussi, e duas filhas do governante, falecido durante o golpe militar, encabeçaram as homenagens, com a presença de cerca de 300 convidados.Primeiro, foram descerradas placas de cobre com a imagem de Allende. Elas serão postas em uma das paredes do setor onde se localizava o escritório em que ele cometeu suicídio. Nas placas inscreveu-se: "Salvador Allende Gossens, presidente do Chile, 1970-1976", em uma referência ao período presidencial para o qual foi eleito.Posteriormente, foram descerrados dois quadros do pintor Guillermo Muñoz Vera, com imagens de Allende saudando o povo no dia de sua posse, 3 de novembro de 1970, e outra sobre o bombardeio contra seu escritório. A presidente da Câmara dos Deputados, Isabel Allende, parente do ex-presidente, agradeceu ao "ato de reparação" na véspera do 30º aniversário de sua deposição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.