Homens 'apanham' de mulheres com vara de bambu no Festival das Cores

Festa marca a chegada da Primavera com guerra de tinta em pó para espantar os maus espíritos e desejar bom tempo para a agricultura

09 de março de 2014 | 15h17

NOVA DELI - O tradicional Festival das Cores já começou na Índia, com milhares de devotos do hinduísmo saindo ruas cobertos de tinta em pó para afastar os maus espíritos e rezar por bom tempo para a agricultura.

Nas aldeias de Barsana e Nandgaon, os homens cantam canções provocativas para ganhar a atenção das mulheres, que fingem bater neles com varas de bambu.

O Festival das Cores faz parte das comemorações pela chegada da Primavera e é comemorado em toda a Índia. A comemoração também conhecida como Holi acontece entre fevereiro e março com muitas tintas em diversas cores, música, bebida e comida.

O Festival das Cores é festejado também no Suriname, Guiana, Trindade, Reino Unido, Ilhas Fiji e no Nepal. A festa antecede o nascimento de Cristo e são muitas as lendas que explicam o seu aparecimento, em geral remetendo ao temível Rei Hiranyakashyap, muito vaidoso, que obrigava o reino a venerá-lo.

Mas o filho do rei, chamado Prahlad, resolveu adorar uma entidade diferente e o rei ordenou que fosse queimado pela irmã. O festival comemora a vitória do bem contra o mal e o triunfo da devoção. Com agências internacionais.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Índiafestival das cores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.