Homens armados atacam mesquita sunita

Homens armados atacaram neste domingo uma mesquita sunita em um bairro do sudoeste de Bagdá e mataram três de seus guardas, segundo fontes policiais. O atentado ocorreu durante a madrugada no bairro "Al Jihad", e os agressores vestiam uniformes parecidos ao das forças "Al-Maghauir", um corpo de elite do Ministério do Interior, controlado pelos xiitas, disseram as fontes. Afirmaram ainda que três guardas do templo morreram e seis ficaram feridos no confronto, mas não deram mais detalhes. O atentado se emoldura na onda de violência sectária desatada no Iraque desde que em 22 de fevereiro passado um santuário venerado pelos xiitas foi atacado na cidade de Samarra, ao norte da capital. Desde então, cerca de 500 pessoas foram assassinadas e dezenas de mesquitas sunitas foram atacadas em diversas áreas do país. Para reduzir a violência, o Governo interino iraquiano impõe diariamente um toque de recolher a partir das 20h (15h de Brasília) até as 6h (1h de Brasília). No entanto, a capital foi palco nos últimos dias de vários ataques com carros-bomba que causaram a morte de dezenas de pessoas. O último deles ocorreu no sábado à noite e provocou a morte de um soldado iraquiano e deixou feridos outros três em Mahmudiya, 30 quilômetros ao sul de Bagdá.

Agencia Estado,

05 Março 2006 | 07h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.