Homens armados roubam U$S 1 mi de carro-forte no Iraque

Homens armados disfarçados de soldados iraquianos abordaram, no centro de Bagdá, um carro-forte carregando US$ 1 milhão, roubaram o dinheiro e seqüestraram os quatro guardas do veículo, disse a polícia nesta segunda-feira, 11. O dinheiro do banco al-Sharq al-Awasat estava sendo levado ao Banco Central Iraquiano quando cerca de 10 homens em dois carros interceptaram o caminhão, disse uma fonte policial falando sob condição de anonimato por motivos de segurança. Os agressores colocaram o dinheiro e os reféns nos carros e fugiram, segundo a fonte. Violência no paísPelo menos sete iraquianos morreram, cinco deles de uma mesma família, e outros 17 foram seqüestrados nesta segunda-feira. Além disso, o Exército dos Estados Unidos anunciou, em dois comunicados, a morte de quatro soldados em ataques com bombas cometidos no domingo por insurgentes na capital. Outros três militares americanos ficaram feridos. Fontes oficiais explicaram que cinco membros de uma mesma família, incluindo duas crianças e uma mulher, morreram esta manhã quando um grupo pistoleiros atacou uma casa na localidade de Tuz Khormato, a leste de Tikrit. Em Dujail, ao norte da capital, um grupo de homens armados seqüestrou cinco professores da escola de Bani Tamim. Outros oito iraquianos, todos camponeses, foram seqüestrados em um mercado de verduras de Balad, a leste da capital. Além disso, dois civis morreram e 15 pessoas ficaram feridas, cinco delas policiais, em três ataques com bombas na capital. A polícia iraquiana informou nesta segunda-feira que foram encontrados nas últimas 24 horas os corpos de 55 pessoas em diferentes bairros de Bagdá, com marcas de tiros e sinais de tortura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.