Zohra Bensemra / Reuters
Zohra Bensemra / Reuters

Homens armados sequestram mais de 70 estudantes em Camarões

Ainda não se sabe ao certo quem são os responsáveis pelos sequestros; país vive onda de violência entre separatistas armados e o Exército

O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2018 | 11h14

YAOUNDÉ - O governador de uma região ao noroeste de Camarões disse nesta segunda-feira, 5, que homens armados sequestraram ao menos 78 estudantes de uma escola presbiteriana no vilarejo de Nkwen.

Deben Tchoffo afirmou que o diretor da escola também está entre os capturados. A ação foi realizada no domingo perto de Bamenda, capital do Departamento de Mezam. Ainda não se sabe ao certo quem são os responsáveis pelos sequestros.

Centenas de pessoas foram assassinadas em diversas localidades de Camarões ao longo dos últimos anos, onde a violência entre separatistas armados e o Exército aumentou desde que o governo passou a repreender manifestantes nas regiões noroeste e sudoeste do país. Eles alegam que, assim como a minoria que fala inglês, são marginalizados pelo governo, que fala francês. 

Separatistas violentos pegaram em armas para desestabilizar regiões de Camarões e conseguir a independência para a área que querem declarar um Estado separado, chamado Ambazonia. / AP

Mais conteúdo sobre:
Camarões [África]sequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.