Homens armados sequestram pai do vice-chanceler sírio

Homens armados sequestraram neste sábado, 18, o pai do vice-ministro das Relações Exteriores da Síria, Faisal Muqdad, aparentemente em represália à prisão de um de seus parentes, de acordo com um observatório e uma fonte do governo. "Hoje, homens armados sequestraram o pai de Muqdad de sua casa na vila de Ghossom", na província de Daraa, disse uma fonte do governo sob condição de anonimato. "Bateram nele na frente da família e o levaram à cidade de Daraa", afirmou a fonte, acrescentando que o pai de Muqdad tem 84 anos.

AE-DJ, Agência Estado

18 de maio de 2013 | 14h21

Ninguém ainda se responsabilizou pelo ato, que foi reportado primeiro pelo Observatório Sírio para Direitos Humanos. O chefe do observatório, Rami Abdel Rahman, disse à France Presse (AFP) mais cedo que o pai de Muqdad, cujo nome não foi divulgado, foi capturado "em represália pela prisão, por parte das forças do regime, de parentes de um dos homens armados". Rahman disse que as negociações estão em andamento para libertá-lo.

A província de Daraa é o berço da insurgência contra o governo central e palco de batalhas sangrentas entre as forças do regime e rebeles armados. O governo considera todos os homens armados como rebeldes que lutam para derrubar o presidente Bashar Assad. Muqdad é considerado uma das vozes mais poderosas do regime.

O conflito, que se iniciou com uma revolta pacífica, já deixou mais de 94 mil mortos desde o seu começo, em março de 2011, de acordo com o observatório, baseado em Londres, que conta com uma ampla rede de ativistas, médicos e advogados para seus relatórios.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriarebeldessequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.