Homens de confiança de Putin lideram preferências para o Kremlin

O vice-primeiro-ministro russo, Serguei Ivanov, que também chefia o Ministério da Defesa, lidera as preferências do eleitorado para suceder o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em 2008, segundo uma enquete publicada hoje pelo jornal "Vedomosti". De acordo com uma pesquisa de opinião feita pelo centro de estudos Levada, 19% dos entrevistados querem Ivanov como presidente da Rússia ao fim do mandato de Putin. Ivanov, de 53 anos, é, assim como Putin, um ex-agente do serviço secreto soviético e, depois, do serviço russo. Ele chegou à patente de general. Em março de 2001, Putin nomeou Ivanov ministro da Defesa. Em novembro do ano passado, deu a ele também o cargo de vice-primeiro-ministro. A ascensão de Ivanov coincidiu com a nomeação de Dmitri Médvedev, de 40 anos, também para o posto de vice-primeiro-ministro. Ele já desempenhava um dos cargos mais importantes do sistema político russo: a chefia do Gabinete da Presidência. Segundo o Levada, 16% dos russos preferem Médvedev à frente do Kremlin. Ivanov e Medvédev, homens de absoluta confiança de Putin, figuram em todas as listas de possíveis sucessores do presidente russo em 2008, quando termina seu segundo e último mandato consecutivo.No entanto, 44% não querem nenhum dos dois como chefe do Estado. Os 21% restantes afirmam que ainda não têm candidato. "Na Rússia, o posto de ´sucessor´ é extremamente provisório", comentou Leonid Gozman, vice-presidente do Conselho Político do partido União de Forças de Direita, da oposição. Ele lembrou que, quando estava no poder, o ex-presidente Boris Yeltsin nomeou e depois desprezou vários "herdeiros".Para 51% dos consultados, as eleições serão uma farsa. O presidente, afirmaram, será o indicado por Putin, enquanto. Mas 33% acreditam que a disputa será nas urnas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.