Homens de Kadafi deixam Sabha em direção ao Níger

Vários importantes partidários do coronel Muamar Kadafi fugiram da cidade de Sabha, no deserto ao sul do país - local recém capturado pelas forças do novo governo -, para o Níger, informou um porta-voz do governo transitório nesta quinta-feira.

AE, Agência Estado

22 Setembro 2011 | 17h05

"Pessoas importantes que apoiavam Kadafi fugiram para o Níger após a queda de Sabha" na quarta-feira, disse o coronel Ahmed Omar Bani, porta-voz militar do Conselho Nacional de Transição (CNT), durante coletiva de imprensa, sem divulgar os nomes dessas pessoas ou outros detalhes.

Ele afirmou que Sabha, que fica a 750 quilômetros ao sul de Trípoli, está sob controle total das forças do novo governo, embora "francoatiradores de Kadafi continuem a disparar".

"Bolsões de resistência ainda existem (no oásis de) Sabha, mas a cidade e as comunidades próximas foram libertadas pelos revolucionários", afirmou Bani, acrescentando que "90% das cidades do sul foram libertadas".

Bani pediu aos cidadãos de regiões ainda sob o poder de combatentes pró-Kadafi que combatam "esses criminosos, que usam pessoas como escudos humanos".

Saadi Kadafi, um dos filhos do coronel líbio, se refugiou recentemente no Níger. O país reconheceu que recebeu 32 familiares e pessoas do círculo interno de Kadafi, dentre eles três generais.

O Níger reconheceu oficialmente o CNT, mas afirma que aceitou as pessoas ligadas a Kadafi por "razões humanitárias".

Na semana passada, o Níger informou que não enviaria Saadi Kadafi de volta para casa, mas prometeu respeitar seus compromissos internacionais. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
LíbiaSabhaNíger

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.