Honduras pode restabelecer liberdades civis 'em breve'

O governo de facto de Honduras, instalado depois de um golpe militar em junho, deu sinais de um possível recuo, no início da noite de hoje. O presidente interino, Roberto Micheletti, afirmou que o decreto emergencial restringindo as liberdades civis por 45 dias será levantado "em breve". Micheletti fez o anúncio menos de um dia depois de seu governo ter declarado estado de sítio.

AE-AP, Agencia Estado

28 de setembro de 2009 | 20h14

Simpatizantes do presidente deposto, Manuel Zelaya, pretendiam realizar um protesto hoje em Tegucigalpa, mas o exército e a polícia impediram a manifestação.

Zelaya, derrubado em um golpe militar em 28 de junho, está hospedado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa há uma semana, depois de ter regressado clandestinamente ao país.

Tudo o que sabemos sobre:
Hondurasgolpesítio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.