Honduras será readmitida em breve na OEA

Honduras pode ser readmitida em breve na Organização dos Estados Americanos (OEA), disseram hoje funcionários da entidade e do governo dos Estados Unidos. O país centro-americano foi suspenso da OEA após o golpe de Estado de junho de 2009 contra o presidente José Manuel Zelaya, mas no último final de semana o atual presidente hondurenho, Porfírio Lobo, fechou um acordo mediado pela Colômbia e Venezuela que garante a volta do ex-mandatário e de seus partidários para Tegucigalpa.

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 20h01

Em 2 de maio, um tribunal hondurenho retirou as acusações que impediam que Zelaya voltasse formalmente para Honduras. Na noite de ontem, a Nicarágua restabeleceu relações diplomáticas com Honduras após uma visita de Lobo a Manágua.

O acordo firmado no final de semana em Cartagena "abre o caminho para a reintegração de Honduras na OEA e dá ao país a oportunidade de buscar a reconciliação nacional e acabar com seu isolamento na comunidade internacional", disse a secretária de Estado americana, Hillary Clinton. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasdiplomaciaOEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.