Hong Kong celebra o ano novo com calor preocupante

A antiga colônia britânica inaugurou o Ano do Porco com as maiores temperaturas registradas nos últimos 122 anos. O calor trouxe a tona o tema mais discutido da atualidade, o aquecimento global.A região administrativa especial chinesa experimentou o primeiro dia do novo ano lunar mais quente desde que o Observatório da cidade começou a registrar dados em 1885.Hong Kong alcançou no domingo uma temperatura de 25,3 graus, superando o recorde de 24,6 graus alcançado em 1982. Este mesmo fim de semana a Associação de Proteção ao meio Ambiente criticou o fato de que o Governo fez pouco para reduzir os gases que provocam o efeito estufa dois anos depois da entrada em vigor do protocolo de Kyoto.Igualmente, esta associação ecologista denunciou que Hong Kong poderia ser o "campeão mundial" das emissões de dióxido de carbono, devido a que a produção de gás por metro quadrado na cidade era 500 vezes superior à dos Estados Unidos, o principal emissor de dióxido do planeta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.