Hospital da Costa do Marfim diz que franceses mataram sete

Um hospital de Abidjã, na Costa do Marfim, informa que sete pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas depois que soldados franceses abriram fogo contra uma multidão de partidários do governo. A situação entre as tropas de paz francesas posicionadas na Costa do Marfim e os nacionalistas leais ao presidente Laurent Gbagbo tornou-se tensa depois que a França destruiu a Força Aérea da nação africana, em retaliação a um bombardeio no qual morreram nove franceses. Militares franceses dizem que o incidente mais recente está sob investigação e não fizeram comentários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.