Hotel tailandês veta entrada de turistas dos EUA

Um hotel na ilha Koh Samui, um dos paradisíacos destinos turísticos da Tailândia, localizado a 560 quilômetros de Bangcoc, vetou a entrada de dois hóspedes norte-americanos, em protesto contra o ataque liderado pelos EUA contra o Iraque. Segundo Virach Pongchababnapa, proprietário do hotel Pavilion Resort, com 62 quartos, os visitantes norte-americanos não eram bem-vindos em seu estabelecimento, em razão da ação para destituir o presidente iraquiano, Saddam Hussein.Veja o especial: Patricia Lara

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.