Howard convoca eleições na Austrália para 24 de novembro

Primeiro-ministro quer renovar seu mandato pela quinta vez consecutiva, após 11 anos e meio de Governo

EFE

14 de outubro de 2007 | 03h24

O primeiro-ministro australiano, o conservador John Howard, convocou neste domingo eleições gerais para o dia 24 de novembro, apesar de as pesquisas indicarem que o opositor Partido Trabalhista conta com o apoio de 59% do eleitorado.Howard foi à casa do governador-geral, Michael Jeffery, para anunciar a convocação na qual procura renovar seu mandato pela quinta vez consecutiva, após 11 anos e meio no Governo.Em entrevista coletiva, Howard destacou que sua proposta política, ao contrário da trabalhista, oferece "estabilidade e experiência".Acrescentou que nas próximas semanas exporá sua agenda política, centrada especialmente na economia, na segurança nacional, na mudança climática e na escassez de água.Com 68 anos, Howard prometeu que se ganhar as eleições será substituído como primeiro-ministro por Peter Costello, seu ministro da Fazenda, idéia que reiterou neste domingo, mas sem revelar a data.Howard insistiu na necessidade de manter as tropas australianas no Iraque e reiterou que uma retirada seria "negativa para os iraquianos e positiva para o terrorismo".A este respeito, acrescentou que Kevin Rudd, o líder trabalhista, não é honesto quando promete uma retirada imediata se vencer as eleições.As últimas pesquisas de opinião, realizadas pela empresa Taverner e publicadas pelo jornal "Sunday Herald", reiteram a vantagem que Rudd manteve todo o ano, e indicam que a Coalizão Liberal de Howard está, com 41% de apoio, 18 pontos atrás dos trabalhistas.

Tudo o que sabemos sobre:
John HowardAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.