Howard e Rudd votam em colégios de Sydney e Brisbane

Resultado oficial do pleito pode ser anunciado ainda na noite deste sábado

EFE

24 de novembro de 2007 | 02h43

O primeiro-ministro australiano, John Howard, do Partido Liberal, e seu rival nas eleições gerais, o trabalhista Kevin Rudd, votaram neste sábado, o primeiro na sua circunscrição, Bennelong, em Sydney, e o segundo na de Griffith, em Brisbane. Sob uma persistente chuva, Howard foi recebido na entrada da escola pública de Ermington West por sua filha, Melanie, e pelo neto, Angus, que nasceu este ano. Desde o início da manhã havia filas de eleitores nos colégios de Bennelong. O primeiro-ministro optou por entrar no fim de uma delas e esperar a sua vez, rodeado pela imprensa. Howard conseguiu maioria absoluta em Bennelong em todas as eleições nos últimos 33 anos. Mas desta vez a sua rival trabalhista na circunscrição, Maxine McKew, ex-apresentadora de televisão, pode tirar a sua cadeira. Enquanto Howard votava em Sydney, o líder trabalhista, Kevin Rudd, ia à seção instalada na Igreja Batista de St John, em Brisbane, capital de Queensland. O estado poderá ser decisivo no resultado. Rudd, de 50 anos, depositou seu voto acompanhado de sua mulher, Therese Rein, e dos seus filhos. Assim como Howard, ele esperou na fila como o resto dos eleitores. As pesquisas de opinião dão a Rudd uma vantagem de quatro pontos percentuais. Mas o alto número de indecisos em circunscrições marginais deverá determinar o resultado. As últimas seções a encerrar os trabalhos, na Austrália Ocidental, fecharão as urnas às 7h (de Brasília). A apuração dos votos começará imediatamente em seguia. O resultado oficial pode ser revelada na noite deste sábado, a menos que a disputa entre Howard e Rudd seja tão apertada que exija uma recontagem das cédulas.

Tudo o que sabemos sobre:
Austrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.