Hu Jintao diz que corrupção é ameaça à China e promete reformas

O presidente da China, Hu Jintao, advertiu que a corrupção é um ameaça ao Partido Comunista e ao Estado, e prometeu reformas políticas, ao abrir formalmente um congresso do partido que dará início a uma mudança de liderança que acontece uma vez por década.

SUI-LEE WEE E BEN BLANCHARD, Reuters

08 de novembro de 2012 | 07h57

Mais de 2.000 delegados escolhidos a dedo se reuniram no Grande Salão do Povo em Pequim para o início da reunião de uma semana de duração, realizada sob um cenário de crescente agitação social, indignação pública e um enorme abismo entre ricos e pobres.

"Se falharmos em lidar com esta questão (corrupção), pode ser fatal para o partido, e até mesmo causar o colapso do partido e a queda do Estado", advertiu Hu no discurso de abertura.

"A reforma da estrutura política é uma parte importante da reforma geral da China. Temos de continuar a fazer esforços ativos e prudentes para realizar a reforma da estrutura política e tornar a democracia popular mais ampla, mais completa em escopo e maior na prática."

Mas ninguém espera um movimento em direção a uma democracia plena e o porta-voz do partido Cai Mingzhao deixou claro na quarta-feira que o governo de partido único é inviolável.

O partido expulsou o líder regional Bo Xilai e o acusou de abusar de seu poder, aceitar subornos enormes e outros crimes em um incidente dramático que a abalou a transição da liderança.

"Nós nunca devemos deixar palavras atuar em lugar da lei ou o poder (pessoal) substituir a lei, nem iremos permitir a ignorância da lei para benefício pessoal", disse Hu.

Durante o congresso, Hu vai passar o cargo de chefe do partido ao vice-presidente Xi Jinping, que já foi ungido seu sucessor. Xi então assumirá os deveres do Estado na reunião anual do Parlamento, em março.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAHUCORRUPCAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.