Hu Jintao reafirma laços estratégicos c/ Coreia do Norte

O presidente chinês, Hu Jintao, defendeu nesta segunda-feira que a China e a Coreia do Norte trabalhem pela "paz e estabilidade" após o lançamento fracassado de um foguete por Pyongyang, informou hoje a agência estatal Xinhua.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2012 | 12h58

Em reunião com Kim Yong-Il, um alto oficial do governista Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte, Hu pediu maior cooperação com seu tradicional aliado. A China é o único grande aliado e uma fonte de suporte econômico para a isolada nação asiática.

"Nós vamos...fortalecer os laços estratégicas e a coordenação em grandes assuntos internacionais e regionais com o propósito de resguardar a paz duradoura e a estabilidade na península coreana", disse Hu.

Os comentários de Hu se seguem ao lançamento pelos norte-coreanos, em 13 de abril, de um foguete que teria o objetivo de colocar um satélite em órbita. O foguete se desintegrou minutos após ser lançado. Para o Ocidente, o lançamento foi um pretexto para um teste disfarçado de míssil.

Os Estados Unidos e outros países afirmam que o lançamento violou as sanções impostas aos norte-coreanos pela Organização das Nações Unidas (ONU). O Conselho de Segurança da entidade também condenou a atitude de Pyongyang e prometeu endurecer as restrições ao país.

A Xinhua não fez nenhum menção ao episódio, mas a China já expressou desconforto com o ato de desafio de seu vizinho. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinacoreia do norteparceria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.