Hugo Chávez afasta diretor financeiro da PDVSA

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afastou o diretor financeiro da Petroleos de Venezuela (PDVSA) e nomeou sete novos integrantes, entre eles dois ministros, para a junta diretora da estatal. Um decreto publicado no diário oficial remove o diretor financeiro Eudomario Carruyo, que atuava na comissão executiva do fundo de pensão dos trabalhadores da empresa.

REGINA CARDEAL, Agência Estado

26 de maio de 2011 | 15h37

Muitos políticos de oposição e líderes sindicalistas afirmam que Carruyo foi responsável pela entrega de quase US$ 500 milhões do fundo de pensão da PDVSA para o ex-conselheiro Francisco Illarramendi, que se declarou culpado num caso de pirâmide financeira nos Estados Unidos este ano.

A PDVSA tornou-se desde então um dos demandantes no processo contra Illarramendi. Mas as autoridades norte-americanas alertaram que boa parte do dinheiro entregue ao ex-conselheiro pode não existir mais.

Entre os novos membros da junta da PDVSA estão o ministro das Finanças, Jorge Giordani, o ministro de Relações Exteriores, Nicolas Maduro, e Will Rangel, líder da federação dos trabalhadores da indústria do petróleo (FUTPV). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PDVSAChávezdiretorafastamentodesvio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.