Palácio de Miraflires/Reuters/27-07
Palácio de Miraflires/Reuters/27-07

Hugo Chávez comemora 57 anos com equipe mais próxima

Presidente venezuelano disse que irá se manter longe de festas devido ao seu estado de saúde

Efe

28 de julho de 2011 | 12h33

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, comemora nesta quinta-feira, 28, seus 57 anos apenas com uma equipe mais próxima e longe da agitação e festas devido às precauções que deve tomar por sua saúde, em um momento de fraqueza física pelo tratamento que segue contra o câncer.

 

"Sei que há gente que quer me ligar, mandar mensagens, mas estou no meio do tratamento de quimioterapia e as defesas caem e tenho muitas restrições de contato pessoal", explicou o presidente em uma comunicação telefônica ao canal estatal "VTV".

 

"Inclusive pedi a minha mãe, a meus irmãos, a minha família que ficassem tranquilos em Barinas (oeste do país, terra natal de Chávez), portanto estarei aqui muito privado, mas, claro, vou ao balcão do povo", acrescentou Chávez.

 

Chávez foi submetido na semana passada a sessões de quimioterapia em Havana como parte de seu tratamento contra um câncer, depois fez uma cirurgia para extrair um tumor no dia 20 de junho em Cuba, e atualmente segue um estrito plano médico de recuperação.

 

O presidente destacou que o aniversário chega "em pleno renascimento, em uma nova vida", e disse que se sente como uma fênix, ao tempo de detalhar que está pintando e lendo.

 

Chávez contou que se encontra em "franca recuperação" e que sua massa corporal está voltando ao seu estado anterior, após perder 15 quilos pelo tratamento.

 

Desde primeira hora da manhã, Chávez mandou várias mensagens pelo Twitter nos quais agradeceu as demonstrações de carinho do povo venezuelano e disse estar realizando seu "primeiro nascimento", enquanto vários internautas estão usando o rótulo #CumpliendoyViviendo para cumprimentar e enviar suas mensagens de apoio ao governante através da rede social.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.