Humala chama militar para chefiar ministério

Motivado pela renúncia de seu premiê, Salomón Lerner, o presidente do Peru, Ollanta Humala, deu posse no domingo ao segundo gabinete de sua gestão, nomeando 10 novos ministros para seu governo, de 19 pastas. Nos principais ministérios, não mudaram apenas os titulares de Economia e Relações Exteriores. Oscar Valdés, o novo premiê, deixou a pasta do Interior para passar a chefiar o governo de Humala. Militar da reserva, Valdés afirmou ontem que pretende reforçar a segurança externa de seu país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.