Humala pede a vice que considere renúncia

O presidente peruano, Ollanta Humala, e parlamentares declararam ontem que o vice-presidente Omar

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2011 | 03h04

Chehade deve considerar a renúncia para evitar uma crise política. Chehade, acusado de tráfico de influência, pediu afastamento. Para Fredy Otarola, líder do partido de Humala no Congresso, o escândalo afetou a reputação do governo, pois, em sua campanha, Humala prometeu combater a corrupção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.