AFP / ROBERT ATANASOVSKI
AFP / ROBERT ATANASOVSKI

Hungria afirma que cerca de segurança contra imigrantes estará pronta em agosto

Segundo o governo, toda a extensão será construída em um mês; 100 mil entraram no país este ano

O Estado de S. Paulo

29 de julho de 2015 | 20h54

BUDAPESTE - A construção de uma cerca com o objetivo de impedir a entrada de imigrantes e refugiados na Hungria pela fronteira com a Sérvia será completada em 31 de agosto, informou nesta quarta-feira o governo da Hungria.

O porta-voz do governo, Zoltan Kovacs, afirmou que o ministro do Interior, Sandor Pinter, assegurou em uma reunião do gabinete que o prazo final, anteriormente marcado para 30 de novembro, será cumprido.

De acordo com Kovacs, Pinter afirmou que "a cerca de segurança pode ser construída em toda a sua extensão em um mês".

Cerca de 100 mil imigrantes e refugiados entraram na Hungria neste ano, comparado com menos de 43 mil em todo o ano de 2014. Nas últimas semanas, especialmente após a Hungria ter construído uma parte da cerca na fronteira, o número de imigrantes aumentou, excedendo 1.500 pessoas por dia.

Kovacs disse ainda que o governo destinou US$ 79,3 milhões para financiar a cerca de 175 quilômetros. Alguns dos fundos serão usados para montar tendas em áreas rurais para os imigrantes e refugiados.

Cerca de 80% dos requerentes de asilo são de países como Iraque, Síria e Afeganistão. A maioria tem como objetivo chegar a países como Alemanha e Holanda, usando a Hungria como ponto de passagem.

Uma campanha do governo contra a imigração, relacionando-a com o terrorismo foi bastante criticada pela agência de refugiados da Organização das Nações Unidas (Acnur). / Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Hungriaimigraçãocerca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.