Adam Hunger/Reuters
Adam Hunger/Reuters

Huntsman deixa campanha e anuncia apoio a Romney nas eleições

Republicano acredita que colega do partido é o mais apto a vencer Obama nas urnas

Agência Estado

16 de janeiro de 2012 | 16h26

COLUMBIA - O ex-governador de Utah, Jon Huntsman, desistiu da sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano.

 

Veja também:

blog PARA ENTENDER: Os Super-Pacs

tabela ESPECIAL: Eleições nos EUA 2012

 

Huntsman anunciou nesta segunda-feira, 16, que deixou a corrida presidencial e apoiará Mitt Romney. "Hoje eu suspendo a minha campanha à presidência. Eu acredito que agora é a hora da união no nosso partido ao redor do candidato mais qualificado para derrotar Barack Obama", disse Huntsman, que também foi embaixador dos EUA na China.

 

A desistência de Huntsman deixa cinco pré-candidatos republicanos. Romney venceu as duas primeiras prévias do partido, em Iowa e New Hampshire. A terceira prévia ocorrerá na Carolina do Sul no dia próximo sábado. "Apesar das nossas diferenças e da distância que existe entre nós em algumas questões, eu acho que o candidato é Mitt Romney", disse Huntsman.

 

O antigo emprego do pré-candidato, de embaixador de Obama na China, atrapalhou um pouco a campanha de Huntsman. Os rivais diziam que ele era um apoiador de Obama, citando também uma carta do republicano de 2009 qualificando o atual presidente como "um líder brilhante".

 

Ex-governador de Utah, Huntsman é o segundo pré-candidato a jogar a tolha desde o início das primárias republicanas, em 3 de janeiro. A deputada federal Michelle Bachmann, representante mais identificada com a ala radical do partido, o Tea Party, renunciou depois de obter um resultado pífio na primária de Iowa. Bachmann não anunciou ainda apoio a outro candidato.

 

Huntsman saiu-se pior do que Bachmann em Iowa, com 0,5% dos votos. Em New Hampshire, onde havia apostado todas as suas fichas, não conseguiu alcançar o almejado segundo lugar no dia 10. Ficou em terceiro, com 16,9% dos votos.

 

A sua desistência era esperada para logo depois de conhecidos os resultados de New Hampshire. Porém, Hunstmann ainda insistiu em levar adiante a etapa da Carolina do Sul, cuja primária está marcada para o próximo sábado. Nas pesquisas de intenção de votos, ele aparece em último lugar, com 5,3%, segundo a média calculada pelo Real Clear Politics. Para a primária seguinte, da Flórida, estava empatado na lanterninha com o governador do Texas, Rick Perry.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.