REUTERS/Andres Martinez
REUTERS/Andres Martinez

Identificados dois envolvidos no ataque ao Congresso da Venezuela, diz jornal

Em gravação enviada ao ‘El Nacional’, é possível identificar os nomes ‘Repollo’ e ‘Francis’

O Estado de S.Paulo

11 Julho 2017 | 12h09

Os personagens envolvidos no ataque à Assembleia Nacional da Venezuela no dia 5 de julho por coletivos chavistas foram descobertos nesta terça-feira, 11, segundo o jornal El Nacional.

Na semana passada, um grupo com entre 80 e 200 militantes chavistas invadiu o Congresso armado com paus, bombas caseiras e armas de fogo e agrediu parlamentares opositores, jornalistas e funcionários do Legislativos. Ao menos 15 pessoas ficaram feridas, entre elas 5 deputados. 

Em um vídeo divulgado ao jornal, há um áudio no qual é possível detectar os militares concordando com o ataque aos deputados e funcionários da Assembleia. A partir desse arquivo foram identificados os nomes de “Repollo” e “Francis”.

Na gravação são mencionados “Golfo noviembre Lugo” - identificado como o coronel Bladimir Lugo, acusado pelo Ministério Público de violação de direitos humanos - e “Diamante 1”, que seria o próprio presidente, Nicolás Maduro.

Segundo a publicação, há uma discussão sobre se eles iriam permitir a saída dos funcionários do Congresso. “Repollo” defende que se permita pois era a ordem dada por Maduro ao coronel Lugo.

Na conversa ainda ouve-se um terceiro personagem - “Pícua” - cujo rosto é desconhecido.

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Nicolás Maduro Protesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.