Identificados suspeitos de atentados contra Horta e Gusmão

Forças de segurança internacionais interrogam 11 homens e aguardam relatório do procurador-geral do país

Efe,

13 de fevereiro de 2008 | 01h07

A Polícia da ONU no Timor Leste identificou os primeiros suspeitos dos atentados de segunda-feira contra o presidente José Ramos Horta e o primeiro-ministro Xanana Gusmão, informou a rádio australiana ABC. Nenhum deles foi formalmente acusado, mas as forças de segurança internacionais estão interrogando 11 homens e aguardam o relatório do procurador-geral do país. Ramos Horta, que recebeu dois ou três tiros na região do abdômen, continua em estado grave, mas estável. O presidente do Timor Leste continua internado num hospital da cidade australiana de Darwin, para onde foi levado após uma cirurgia de emergência em seu país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.