Iêmen afirma que número 2 da Al Qaeda na região está morto, diz agência

Um saudita que era o segundo no comando da Al Qaeda na Península Arábica morreu depois de ser ferido por forças de segurança em novembro, disse a agência de notícias estatal na sexta-feira (horário local), citando uma autoridade sênior não identificada.

Reuters

24 de janeiro de 2013 | 17h32

Said al-Shehri foi ferido durante uma operação conduzida pelo aparato de segurança em 28 de novembro na província de Saada, no norte do país, disse a fonte, um membro do comitê supremo de segurança do Iêmen, à agência.

Em seguida, ele entrou em coma e morreu, disse a fonte, sem dizer quando exatamente a morte tinha acontecido.

(Reportagem de Mohammed Ghobari)

Tudo o que sabemos sobre:
IEMENQAEDAMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.