Iêmen entregará 16 supostos militantes islâmicos à Arábia Saudita

As autoridades iemenitas entregarão 16 supostos militantes islâmicos à Justiça da Arábia Saudita, informou nesta quinta-feira uma fonte oficial iemenita, citada pela agência oficial Saba. A fonte acrescentou que o processo de extradição está sendo preparado conforme os acordos de segurança assinados entre os dois países e destinados a aumentar a cooperação em matéria de segurança e na luta antiterrorista assinados em março de 2004. O jornal iemenita September 16 afirma nesta quinta-feira que os militantes são de nacionalidade saudita e que são investigados por seu possível envolvimento em atividades terroristas. As autoridades do Iêmen e da Arábia Saudita já fizeram extradições de supostos terroristas em ocasiões anteriores, incluindo dois detidos em Riad que foram transferidos a Sanaa por sua possível implicação no ataque contra o petroleiro francês Limburg em 2002. A Arábia Saudita, que faz fronteira com o Iêmen, informa regularmente da detenção de cidadãos iemenitas acusados de tentar entrar ilegalmente no reino.

Agencia Estado,

27 Abril 2006 | 10h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.