Iêmen: governo diz que 28 extremistas foram mortos

O Ministério da Defesa do Iêmen disse soldados e civis armados mataram 28 militantes da rede extremista Al-Qaeda em combates no sul do país. Segundo um comunicado, o exército iemenita, com o apoio dos civis, conseguiu expulsar os insurgentes da Al-Qaeda da cidade de Zara nesta sexta-feira. No total, o governo iemenita afirma que 200 militantes da Al-Qaeda foram mortos em combates nesta semana.

AE, Agência Estado

13 de abril de 2012 | 14h54

Os combates desta semana foram os confrontos mais recentes de uma série de lutas sangrentas que acontecem no sul do país, onde os extremistas da Al-Qaeda tomaram cidades no ano passado, durante a crise política no Iêmen. Agora, os soldados tentam retomar as cidades, com o apoio dos civis.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.