Igreja de 800 anos desaba e mata 15 pessoas na Etiópia

O teto de uma igreja etíope escavada em rocha desmoronou quando o local estava lotado de fiéis, causando a morte de pelo menos 15 pessoas, informa a polícia. O acidente ocorreu quando cerca de 500 pessoas encontravam-se na igreja Mewa Tsadkan Gabriel celebrando a Festa de São Gabriel, uma data religiosa da Igreja Ortodoxa Etíope. O porta-voz da polícia Aleble Kassie disse que 20 pessoa foram retiradas dos escombros, e que o número de mortes pode aumentar.O desmoronamento teria ocorrido na segunda-feira mas a notícia só surgiu hoje porque o templo, de 800 anos, fica a cerca de 500 km da capital, Adis Abeba. A igreja é uma das primeiras erigidas pelo rei Lalibela, que governou o país entre o final do século XII e início do XIII. Há dezenas de igrejas escavadas e esculpidas diretamente em rocha na Etiópia, muitas ainda em uso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.