Igreja desaba e deixa pelo menos 27 mortos em Uganda

Uma parede de tijolos de uma igreja de Campala, capital de Uganda, desabou nesta quarta-feira durante uma tempestade e deixou pelo menos 27 mortos, segundo informe da polícia e das forças de resgate. Não há um número preciso de quantas pessoas ficaram feridas no desabamento. Oitenta e seis foram encaminhadas para o Hospital Mulago, na capital, que tem apenas 20 leitos, o que obrigou muitos feridos a se acomodarem no chão. A igreja evangélica estava em construção e os paroquianos improvisaram uma estrutura de madeira dentro da obra inacabada, onde realizavam a cerimônia religiosa. A estrutura ruiu por causa dos fortes ventos de uma tempestade, explicou o comandante da polícia Grace Puryagumanawe. Não há energia elétrica no local e testemunhas disseram ter visto bombeiros queimando cadeiras de plástico para iluminar a equipe que cavava nos escombros. Depois que todas as cadeiras foram queimadas as equipes tiveram de encerrar as buscas. A polícia e os bombeiros afirmaram, no entanto, que tinham quase certeza de que todos os mortos e feridos foram retirados do local. O comandante Puryagumanawe disse que a polícia abrirá uma investigação para apurar o caso. Amostras dos materiais usados na igreja já foram coletados.

Agencia Estado,

08 Março 2006 | 18h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.