AP/Pablo Spencer
AP/Pablo Spencer

Igreja desaba em Puebla e mata 11 durante batizado

Entre as vítimas estão três crianças e o bebê que seria batizado

O Estado de S.Paulo

20 Setembro 2017 | 18h39

PUEBLA, MÉXICO - Onze pessoas morreram no interior de uma igreja no Estado de Puebla, onde se realizava um batizado, destruída no terremoto de terça-feira. A Arquidiocese de Puebla confirmou a mortes das 11 pessoas, entre elas 4 crianças, incluindo o bebê que estava sendo batizado no Templo de Santiago Apóstolo, do século 17. O padre e o sacristão conseguiram escapar.

Os moradores de Atzala, uma das zonas mais afetadas pelo terremoto, se apresentaram para ajudar nos trabalhos de resgate e retirada de escombros até a chegada das autoridades. Após várias horas, foram encontrados os corpos.

O responsável pelo município, Alberto Ramos Morán, disse que entraria em contato com as autoridades federais para realizar um censo das moradias afetadas.

O secretário de governo de Puebla, Diódoro Carrasco, disse que Atzala foi um dos municípios mais afetados na zona de Mixteca.

Os trabalhos de resgate prosseguem sem descanso em várias cidades do México em busca de sobreviventes sob os escombros de edifícios que desabaram. Segundo últimas informações divulgadas, o número de vítimas subiu para 233. / EFE

 

Mais conteúdo sobre:
México [América do Norte] terremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.