Igreja reafirma que diaconato é coisa para homem

O Vaticano reiterou nesta segunda-feira a proibição a mulheres de serem diaconisas e criticou as escolas que as preparam para exercer o diaconato.A ordenação para diácono é um passo prévio à ordenação para o sacerdócio - exercício que a Igreja Católica reserva totalmente para os homens. Os diáconos ajudam a oficiar os serviços litúrgicos, entre outras obrigações. O Vaticano disse ter reiterado a proibição após receber informes de "vários países" sobre cursos "destinados, direta ou indiretamente, à ordenação de mulheres como diaconisas". O Vaticano não menciona os países onde existem esse cursos, mas muitos deles estão localizados nos EUA.Na declaração desta segunda-feira, a Igreja diz que está abrindo para as mulheres "outras amplas perspectivas de serviço e colaboração".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.