Ilegais brasileiros temem vitória de Sarkozy na França

Muitos imigrantes ilegais brasileiros que vivem na França temem que o candidato da direita, o ex-ministro do Interior Nicolas Sarkozy, vença as eleições presidenciais, cujo primeiro turno está marcado para o próximo domingo. Alguns consideram até a hipótese de se mudar para outro país europeu, como a Espanha ou Portugal, caso Sarkozy, forte candidato, seja eleito presidente.?O pessoal está com medo do Sarkozy e acha que ele vai mandar todo mundo embora. Temos medo de que ele mande vigiar os locais onde os brasileiros costumam se reunir e mande prender todo mundo?, diz A., 45 anos, que trabalha em Paris há dois anos como faxineira e manicure.Não existe um levantamento oficial sobre o número de brasileiros em situação irregular na França.Entrada mais difícilSegundo um representante do governo brasileiro, que prefere não se identificar, ?os imigrantes brasileiros em situação irregular na França têm razão de ter receio de que o Sarkozy vença as eleições presidenciais"."A ação repressiva do ex-ministro do Interior contra a imigração ilegal e o número de expulsões de clandestinos devem aumentar ainda mais se ele for eleito?, diz o representante do governo brasileiro.Sarkozy tornou mais difícil a entrada de estrangeiros que desejam viver na França, realizando uma reforma na lei de imigração que ficou conhecida como ?imigração escolhida? e não ?sofrida? pela França.A lei privilegia a entrada de estrangeiros com bom nível de estudos e qualificação profissional, além de exigir garantias salariais para que o imigrante possa trazer sua família ao país, entre outras medidas mais rigorosas.Ele também estabeleceu, durante os cinco anos em que foi ministro do Interior, metas de expulsões de ilegais mais elevadas a cada ano. Só em 2.006, 25 mil imigrantes em situação irregular foram expulsos da França.Mudança de país?Como sou ilegal, já tenho normalmente medo da polícia. Mas eu e muitos amigos achamos que a situação vai piorar se ele for eleito. A ação repressiva deve ficar mais forte. Eu e muitos outros estamos pensando em procurar trabalho em outros países se ele ganhar as eleições?, diz E., 20 anos, que faz ?bicos? de faxina e alguns trabalhos de pedreiro e pintor.Muitos desses clandestinos brasileiros praticamente não falam francês, mas estão bem a par das medidas tomadas por Sarkozy e também de suas declarações repressivas em relação à imigração ilegal nesta campanha presidencial.Sarkozy declarou, por exemplo, que a França ?está exasperada com a imigração descontrolada?.?Acredito que a tendência, caso Sarkozy seja eleito, será de um maior controle policial e de maior repressão na luta contra a imigração ilegal. Ele vai querer mostrar que cumpre o que promete?, afirma Pedro Viana, diretor da revista francesa ?Migrações e Sociedade?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.