Pascal Rossignol/Reuters
Pascal Rossignol/Reuters

Imigrante sudanês morre atropelado ao tentar atravessar túnel do Canal da Mancha

Jovem tentava passar da França para a Grã-Bretanha; via foi usada por mais de 2 mil imigrantes na última noite

O Estado de S. Paulo

29 de julho de 2015 | 09h16

LONDRES/PARIS - Um imigrante sudanês morreu tentando cruzar o túnel do Canal da Mancha entra a França e a Grã-Bretanha nesta quarta-feira, 29, de acordo com a polícia francesa.

O tráfego de mercadorias e passageiros pelo túnel tem sido fortemente perturbado nas últimas semanas, à medida que um grande número de imigrantes acampados na área de Calais tenta embarcar em caminhões e trens que viajam da França para a Grã-Bretanha.

A situação se tornou um impasse, com a operadora Eurotunnel pedindo reembolso aos governos francês e britânico por cerca de 10 milhões de euros gastos em medidas de segurança para cooperar com a crise migratória em Calais.

O sudanês que morreu nesta quarta-feira foi provavelmente atropelado por um caminhão que saía de um dos compartimentos que transporta veículos pelo túnel, informou a polícia francesa. A mídia local relatou que ele foi o nono imigrante a morrer no túnel desde o início de junho.

Houve cerca de 1.500 tentativas de imigrantes acessaram o túnel na noite de terça-feira, informou um porta-voz do Eurotunnel, após 2 mil tentativas na noite anterior

Nesta quarta, o Ministério do Interior francês anunciou o reforço do policiamento na região com o envio de 120 policiais da tropa de choque. A concentração de estrangeiros em Passo de Calais é um dos mais agudos sintomas da crise imigratória na Europa Ocidental, que só vem se agravando com o passar do tempo. /REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.