EFE
EFE

Imigrante viaja 400 quilômetros debaixo de caminhão na Itália

Jovem, que disse ser afegão, apresentou documentos de centro de amparo na Grécia; em depoimento à polícia, motorista disse não saber que uma pessoa viajava debaixo do veículo

O Estado de S. Paulo

23 Agosto 2016 | 15h14

ROMA - Um jovem imigrante, que disse ser afegão, viajou por 400 quilômetros enganchado com um cinto e algumas cordas na parte debaixo de um caminhão, até o veículo ser parado pela Polícia Rodoviária da Itália em Frosinone, a 90 km de Roma.

Em comunicado, a Polícia informou que o jovem foi levado ao Hospital de Frosinone para passar por exames médicos, já que no momento em que foi descoberto estava com um alto nível de exaustão devido ao esforço feito. O imigrante foi descoberto na tarde de segunda-feira, 22, depois de a Polícia receber denúncias advertindo que uma pessoa viajava pela estrada embaixo de um caminhão na direção de Milão.

Um porta-voz da corporação explicou que o jovem disse ser afegão e entregou documentos de um centro de amparo da Grécia que informam que ele nasceu no ano de 2000, o que o levaria a ser menor de idade. No entanto, os exames feitos no hospital diagnosticaram que ele tem idade óssea de 20 anos.

Em depoimento, o motorista do veículo, que vinha da Grécia e ia para à Espanha, garantiu desconhecer o fato de que transportava uma pessoa na parte de baixo de seu caminhão. Segundo ele, o rapaz pode ter subido durante uma parada que ele fez no Porto de Bari, onde são feitas longas inspeções. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.