Imigrantes descobertos em caminhões de carvão na Itália

Policiais rodoviários que inspecionavam dois caminhões carregados com carvão ouviram choros vindos dos veículos e descobriram 34 imigrantes clandestinos com fome e sede. Os imigrantes, incluindo quatro jovens que disseram ter 17 anos, disseram às autoridades que são curdos iraquianos e afegãos, informou o diretor da polícia rodoviária de Avelino, cidade próxima a Nápoles, Gianfranco Martorano. ?Eles estavam muito sujos, cercados de carvão?, disse Martorano. ?Eles não tinham nada para comer ou beber e não iam ao banheiro ha dois dias?.Os imigrantes estavam em boas condições de saúde e ficarão sob custódia da polícia, disse Martorano, acrescentando que eles estavam viajando na esperança de conseguir asilo político na Alemanha. Os dois caminhoneiros foram acusados de promover a imigração clandestina e obrigados a sair da Itália, informou a polícia.Milhares de imigrantes clandestinos são presos na Itália todos os anos. A maioria deles chega por mar, desembarca na costa, que não tem patrulhamento, ou entram no país em caminhões que vêm da região dos Balcãs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.