Imigrantes ilegais entravam por aeroporto de NY

Um trabalhador do setor alimentício no Aeroporto John F. Kennedy, de Nova York, usava o passe que lhe dava acesso a áreas restritas aos funcionários para permitir a entrada de imigrantes ilegais no país, informaram as autoridades judiciais. Sérgio Salazar, de 43 anos, foi formalmente acusado, nesta sexta-feira, de conduzir os estrangeiros chegados em vôos internacionais por corredores pelos quais escapavam da aduana.Sete cidadãos da República Dominicana conseguiram entrar ilegalmente nos EUA dessa maneira. A rede foi descoberta durante investigação sobre tráfico de drogas. A mulher de Salazar, Angelica, e o colega Ramon Delacruz ajudavam Salazar, dando-lhe dicas e transmitindo informações aos imigrantes. Cada um deles pode pegar pena de até 10 anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.