Impasse continua após reuniões intermediadas por Arias

Manuel Zelaya, deposto por um golpe militar em Honduras, e o presidente designado do país, Roberto Micheletti, se encontraram em separado na residência do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, e mantiveram o impasse sobre a crise iniciada no dia 28 em Honduras.

AE, Agencia Estado

09 de julho de 2009 | 20h45

Micheletti foi o segundo a falar com Arias. Conversou por cerca de três horas e deixou a casa do costarriquenho sem explicitar nenhum sinal de avanço. Disse apenas que as eleições em Honduras serão realizadas em novembro, como estava previsto antes do golpe. Micheletti decolou com destino a Tegucigalpa logo depois do encontro.

Zelaya afirma que não cederá em sua reivindicação de ser reconduzido ao poder. Micheletti, por sua vez, diz que o diálogo "não significa que será permitido o regresso de Zelaya ao cargo". As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.