Impasse dificulta escolha de novo premiê na Tunísia

O Ennahda, partido governista islamita da Tunísia, e a oposição chegaram a um impasse nas negociações realizadas neste sábado para escolher um novo primeiro-ministro que terá a tarefa de tirar o país de uma crise política que já dura meses.

AE, Agência Estado

02 de novembro de 2013 | 20h41

Após uma reunião sem sucesso pela manhã, os partidos se reuniram a portas fechadas novamente por volta das 14h30 (de Brasília) para continuar as discussões. Quatro horas mais tarde, contudo, não tinha ocorrido nenhum progresso. "Nós não alcançamos um consenso ainda, mas estamos a caminho", afirmou mais cedo Ameur Larayedh, funcionário do Ennahda.

As tensões têm afetado a Tunísia desde o levante que derrubou em 2011 o veterano ditador Zine El Abidine Ben Ali e foram exacerbadas neste ano com o assassinato de dois políticos da oposição por supostos radicais islâmicos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.