Imperador japonês pede calma à nação

O imperador do Japão Akihito, de 77 anos, pediu hoje, no pronunciamento que fez à nação, calma aos japoneses neste momento de crise. Esta foi a primeira mensagem do imperador - transmitida pela TV -, desde o terremoto de magnitude 9 na escala Richter, seguido de tsunami, que castigou o país na sexta-feira. O pronunciamento foi feito por intermédio da cadeia de televisão NHK e Akihito estava visivelmente abatido. Ele pediu ao povo japonês que reze para que se encontre o máximo de sobreviventes possível. A catástrofe já soma 11.500 entre mortos e desaparecidos. As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.