Imprensa chinesa celebra visita de Hu aos EUA

A imprensa chinesa celebrou na sexta-feira a visita aos EUA do presidente Hu Jintao, qualificando-a como um "gesto genial" para atenuar as tensões mundiais. Mas as reportagens ignoraram questões mais delicadas relacionadas à política cambial e aos direitos humanos.

BEN BLANCHARD, REUTERS

21 de janeiro de 2011 | 09h22

Os canais estatais de TV deram ampla cobertura à recepção na Casa Branca e ao jantar oficial da visita de Estado, refletindo o desejo da China de que seu líder seja visto como um ator destacado no cenário internacional.

O Global Times, conhecido por seu tom nacionalista e antiamericano, disse que a viagem de Hu fez "uma importante contribuição para a paz mundial".

"O mundo deveria aplaudir a viagem de Hu Jintao aos Estados Unidos e a excepcional antevisão dos líderes chineses e norte-americanos", disse seu editorial. "A atitude da China e dos EUA afastou numerosos temores na região Ásia/Pacífico."

A agência de notícias estatal Xinhua viu na visita "um histórico gesto genial da diplomacia sino-americana, com significado global."

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAIMPRENSAHUEUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.