Imprensa diz que total de mortos na Índia passa de 130

O tumulto entre peregrinos em um templo hindu no norte da Índia deixou mais de 130 pessoas mortas, de acordo com a agência de notícias Press Trust of India e o canal de televisão privado NDTV, citando autoridades do governo local. A polícia mantém que o número oficial de mortos é 68. As vítimas estavam comemorando o feriado religioso de nove dias de Shravan Navratras no templo de Naina Devi no distrito de Bilaspur, no estado de Himachal Pradesh. A polícia usou um teleférico para trazer os mortos e feridos do templo, que fica no alto de uma montanha, perto do Himalaia, e helicópteros ajudaram no resgate. Policiais atribuíram o episódio à queda dos trilhos da estrada que levava ao topo da montanha. O subcomandante da polícia de Bilaspur, C.P. Verma, afirmou que é possível que o tumulto tenha sido causado por rumores de um deslizamento, mas a situação piorou quando muitos peregrinos tentaram se espremer na estreita estrada. "No momento, nossos esforços estão focados no resgate. Uma vez que isso for completado, nós vamos investigar a causa", disse Anurag Garg, alto oficial da polícia.

AP/AE, Agencia Estado

03 de agosto de 2008 | 13h45

Tudo o que sabemos sobre:
Índiatumultotemplo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.