Imprensa estatal da Síria exalta queda de Hosni Mubarak

Em meio ao levante popular nos países árabes, órgãos estatais de imprensa da Síria exaltaram a queda do presidente egípcio, Hosni Mubarak, semanas após os tunisianos terem derrubado o mandatário Zine El Abidine Ben Ali. O jornal Al-Baath, do partido governista Baath, informou no sábado que a saída de Mubarak do governo mudará "a cara do Egito, da região e do mundo inteiro." Mubarak renunciou ao cargo ontem, após 18 dias de protestos.

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2011 | 09h06

A Síria manteve tensas relações com o Egito durante anos. Damasco é um ferrenho adversário das políticas norte-americanas na região, enquanto Mubarak era um dos aliados mais próximos de Washington. O governo sírio se opõe ao tratado de paz entre Israel e o Egito, de 1979. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoHosni Mubarakprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.