Imprensa protesta contra prisão de editor

Os meios de comunicação de Bamako, capital do Mali, silenciaram ontem em protesto contra a prisão do jornalista Boukary Daou, editor-chefe do jornal Le Républicain, que denunciou que o capitão Amadou Sanogo recebe US$ 8 mil por mês de salário. Sanogo deu um golpe de Estado no ano passado. Ele deixou o poder pressionado por sanções internacionais, mas negociou um cargo que lhe conferiu ganhos similares aos de um ex-presidente, passando a receber 26 vezes mais do que ganhava anteriormente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.