Imprensa russa presta tributo à memória de Boris Yeltsin

A imprensa russa prestou nesta terça-feira, 24, tributo à memória do ex-presidente Boris Yeltsin, que morreu na segunda-feira em conseqüência de uma insuficiência cardíaca no Hospital Clínico Central de Moscou."Yeltsin morreu" foi a manchete do jornal Vremia Novostei. "A história precisa de heróis. Yeltsin era o último herói", acrescentou. A Gazeta publicou na primeira página uma foto do primeiro presidente da Rússia, com a manchete "Boris tinha razão"."Boris Yeltsin nos deixou", escreveu o Izvestia. "Ontem (segunda-feira) faleceu em Moscou o primeiro presidente da Rússia e simplesmente o homem que mudou o país e a vida de cada um de nós", disse o jornal.O Kommersant optou pelas palavras do presidente da Rússia, Vladimir Putin: "Sofremos uma grande tragédia"."Um homem-época", registrou também em primeira página o jornal governamental Rossiiskaya Gazeta, ao informar a morte de Yeltsin.O Nezavisimaya Gazeta publicou em páginas internas a nota sobre a morte de Yeltsin, que chamou de "primeiro presidente russo reformista".O Moskovski Komsomolets, jornal de maior tiragem do país, não publicou a notícia da morte de Yeltsin, pois fechou a sua edição antes da informação, assim como o comunista Sovietskaya Rossia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.