Inaugurada rua que liga as duas Coréias

Um rua provisória, de poucas centenas de metros, foi inaugurada na fronteira desmilitarizada que divide as duas Coréias, em meio a salvas de tiros e saudações de sentinelas armados dos dois países. A abertura da via foi considerada um sinal de esperança e cooperação para o futuro de 70 milhões de coreanos, e especialmente para os 22 milhões de habitantes da Coréia do Norte, cujo governo está em confronto com os EUA, devido a uma crise nuclear. Foi a primeira vez em que os sul-coreanos puderam colocar um pé no Norte, por terra. Até agora, só tinham acesso para o outro lado da fronteira por via aérea ou marítima. A abertura também prevê um trem: nos próximos meses está prevista a inauguração de uma linha intercoreana que cruza a linha divisória entre os dois países, que por sua vez se ligará à ferrovia Transiberiana. As Coréias do Norte e do Sul estão separadas por um alto muro de 240 km de extensão. No entanto, uma cúpula entre os presidentes dos dois países, Kim Dae Jung e o líder norte-coreano Kim Jong Il, em junho de 2000, estabeleceu alguns projetos de cooperação entre as duas partes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.