Incêndio atinge a sede do conselho eleitoral da Venezuela

Os bombeiros extinguiram rapidamente um incêndio que atingiu um dos escritórios da sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), na capital venezuelana. No edifício estão guardadas as cerca de 2,7 milhões de assinaturas apresentadas pela oposição no mês passado para apoiar o pedido de um referendo revogatório do mandato do presidente Hugo Chávez. Ninguém ficou ferido, e as listas com as assinaturas não foram afetadas.A causa do fogo dentro do escritório administrativo, localizado no terceiro andar do CNE, está sendo investigada pelo polícia, disse o porta-voz do CNE, Alfredo Palacios. Segundo ele, as assinaturas estão guardadas longe da área que pegou fogo.De acordo com o chefe dos Bombeiros de Caracas, Rodolfo Briceno, o incêndio pode ter sido causado por um curto-circuito. "Posso garantir que tudo está sob controle", afirmou. Cerca de 600 funcionários do CNE foram obrigados a abandonar o prédio depois que o fogo começou. O incêndio coincidiu com uma manifestação do lado de fora da sede, em que simpatizantes de Chávez protestavam contra o referendo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.