Incêndio de caminhão na Nigéria deixa mais de 70 mortos

Um caminhão tanque pegou fogo enquanto estavam recolhendo combustível que vazava no estado de Kaduna, na Nigéria, e pelo menos 70 civis morreram carbonizados, segundo informações da polícia nesta quarta-feira, 28. Multidões de aldeões recolhiam combustível com baldes e latas depois que o caminhão com 33 mil litros ficou fora de controle e tombou. As vítimas foram enterradas em uma vala comum horas depois do desastre. "O acidente aconteceu na noite de segunda-feira. Cerca de uma hora após a batida, a gasolina começou a vazar do tanque e os aldeões decidiram recolher o combustível. Mais de 70 vidas foram perdidas", disse o porta-voz da polícia em Kaduna, Saad Yahaya. Ele disse que o motorista do caminhão tentou avisar os aldeões sobre o perigo de chegar perto do tanque, mas eles ignoraram o alerta. Tragédias como essas são comum na Nigéria, onde a pobreza e a recorrente escassez de combustível fazem com que gasolina de graça atraia muitas pessoas. Quase 300 pessoas morreram carbonizados em Lagos em dezembro de 2006 quando pegavam combustível de um oleoduto vandalizado. Outra explosão similar em outro oleoduto em Lagos matou 200 pessoas. Nigéria, o país mais populososo da África, também é o maior exportador de petróleo do continente, mas é incapaz de produzir produtos derivados de petróleo para o mercado doméstico. Como resultado, o país recorre a grandes importações de gasolina e diesel e o mercado é frequentemente manipulado por intermediários que agem para poderosos interesses comerciais e políticos, ocasionando escassez e longas filas de combustíveis para a população.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.