Reuters
Reuters

Incêndio deixa mais de 40 mortos na Índia

Acidente aconteceu em um mercado na capital do país neste domingo, 8

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2019 | 02h54

NOVA DÉLHI - Ao menos 42 pessoas morreram neste domingo, 8, em um incêndio de grandes proporções que ocorreu em uma fábrica na área de Anaj Mandi, no oeste de Nova Délhi, na Índia, de acordo com autoridadades locais. Também foram registrados, ao menos, 64 feridos, que foram levados a três hospitais da capital, alguns em estado muito grave. 

"Até agora, contamos 42 mortos e 64 pessoas feridas, algumas muito graves, mas pode haver mais", confirmou o porta-voz do corpo de bombeiros de Nova Délhi, Atul Garg, acrescentando que "a maioria" dos mortos e feridos foram vítimas de fumaça.

O incêndio começou por volta das 5h20 da manhã, horário local.  As causas ainda são desconhecidads está sendo investigada. O chefe do Corpo de Bombeiros Atul Garg disse que o incêndio foi apagado por 25 caminhões e a operação de resgate foi concluída.

Esse tipo de ocorrência é comum na Índia, onde leis de construção e normas de segurança são frequentemente ignoradas pelos construtores e moradores. Em 1997, um incêndio também em Nova Délhi, deixou 59 mortos. Em fevereiro deste ano, 17 pessoas foram mortas por um incêndio em um hotel de seis andares, também na capital indiana, que começou em uma cozinha não autorizada na cobertura./ EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Índia [Ásia]incêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.